Morre aos 100 anos o mais antigo comerciante de Ipiaú


Esaú Sampaio era o comerciante mais antigo de Ipiaú (Foto:Reprodução).
Com a idade de 100 anos e quatro meses, faleceu no inicio da manhã dessa sexta-feira, 9,  na Clinica São Roque, em decorrência de um infarto agudo no miocárdio, o comerciante aposentado Isaú Sampaio Peixoto. Seu corpo está sendo velado em sua residência na Rua Olavo Bilac (centro) e o sepultamento ocorreu na manhã deste sábado, no Cemitério  da Saudade.  “Seo Isaú”, como era mais conhecido, nasceu em 1916, no município de Santa Terezinha (atual Elísio Medrado), e chegou a Ipiaú em março de 1952, período que o prefeito municipal era José Muniz Ferreira. Nesta cidade instalou uma “venda” de secos e molhados (Casa Peixoto), localizada na Rua Olavo Bilac, obtendo boa freguesia. Trabalhou muito e construiu um patrimônio formado por prédios residenciais e outros bens. Ele deixa uma filha adotiva, Mara que é casada com Antônio Gilton, o popular “Gaso”, ex- funcionário do Banco do Brasil, dois netos e bisnetos. 
No dia 23 de agosto deste ano completou um século de existência  e foi homenageado por parentes e amigos com uma bonita festa. Na oportunidade foi lançado um livro com a sua biografia e o padre Amário, seu afilhado e atual prefeito do município de Santa Maria da Vitoria, celebrou uma Missa em Ação de Graças. Seu Isaú tinha boa memória e muita serenidade. Divertia-se jogando dominó e caça-palavras com a filha Mara e o genro Gaso, além de outras pessoas mais próximas. O presidente Câmara de Dirigentes Lojistas-CDL- de Ipiaú, Esaú Santos Neto, lamentou a morte do antigo comerciante e lembrou que se tratava de um homem integro e trabalhador. ”A vida de seu Isaú foi pautada pela honestidade e simplicidade. Fazia o bem e muito contribuiu para o engrandecimento do comercio local”, destacou o dirigente lojista. (GIRO/José Américo Castro).