Receita recebe Imposto de Renda de quem não entregou dentro do prazo


Foto:; Reprodução

Os contribuintes que perderam o prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2019 podem enviar o documento a partir de hoje (2). O contribuinte é multado em 1% do imposto devido por mês de atraso (limitado a 20% do imposto total) ou em R$ 165,74, prevalecendo o maior valor. Não será preciso baixar um novo programa. O próprio sistema fará a atualização dos valores na hora de imprimir a guia. A Receita Federal recebeu até 30 de abril, último dia do prazo de entrega, 30.677.080 de declarações, crescimento de 4,8% em relação ao ano passado. De acordo com o Fisco, a causa provável para o aumento é que mais contribuintes resolveram entregar a declaração dentro do prazo este ano.

O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2019, ano base 2018, está disponível no site da Receita Federal. Também é possível preencher e enviar o documento por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda para tablets e celulares. Por meio do aplicativo, é possível ainda fazer retificações depois do envio da declaração. O pagamento das restituições começa em 17 de junho e vai até 16 de dezembro, em sete lotes mensais. Quanto antes o contribuinte tiver entregado a declaração com os dados corretos à Receita, mais cedo será ressarcido. Têm prioridade no recebimento pessoas com mais de 60 anos, contribuintes com deficiência física ou mental e os que têm doença grave. *Agência Brasil

Declarações do IR na Bahia chegam a 1,2 milhão e supera expectativa da Receita


Prazo para a declaração foi encerrada na terça, 30.

A Receita Federal declarou na manhã desta quarta-feira (1º) que mais de 1,2 milão de declarações do Imposto de Renda foram entregues na Bahia. O número bateu o que o órgão esperava receber em todo o estado até o fim do prazo, que terminou às 23h59 desta terça (30). De acordo com o G1, para quem entregou no prazo, é possível checar se declaração foi processada em até 24 horas. Se ela estiver já na fila de pagamentos, as informações prestadas estão coerentes com o banco de dados da Receita. A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações. Quem tem restituição a receber, a Receita começa a pagar em junho, em lotes mensais até dezembro. Quem não entregou a declaração do IRPF 2019 dentro do prazo deverá prestar contas partir desta quinta-feira (2), às 8h. Esses contribuintes estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. A declaração é obrigatória, entre outros casos menos comuns, para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado. (mais…)