Ipiaú: Taxa de desemprego registrou queda de 12,5% em 2016


Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).
A taxa de desemprego em Ipiaú teve uma queda no ano passado de 12,5%, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), com base no Ministério do Trabalho. Segundo o levantamento feito pelo GIRO junto ao órgão, em 2016 foram desligados 1.237 postos de trabalhados formais, ante 1.415 no ano anterior. Apesar da queda na taxa do desemprego, o número de admissões no ano passado foi 8,6% menor que em 2015. No período de janeiro a dezembro de 2016, empresas no município de Ipiaú contrataram 999 trabalhadores com carteiras assinadas. Já em 2015, o número de contratações foi de 1.094 vagas formais. O setor do comércio foi o que mais empregou e também o que mais demitiu. De acordo com o CAGED, em 2016 foram registradas 376 admissões.  O número de demitidos no setor chegou a 524. No Brasil, a taxa de desemprego teve alta de 12% no último quarto trimestre do ano passado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da pesquisa Pnad Contínua.  Segundo o levantamento, o Brasil tem hoje cerca de 12,3 milhões de desempregados. (Giro Ipiaú)

Comércio de Ipiaú demitiu quase 300 trabalhadores no primeiro semestre desse ano


Dados são do CAGED. (Foto:Giro em Ipiaú/Arquivo)

Dados divulgados (28) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) informam que o município de Ipiaú perdeu no primeiro semestre desse ano o total de 637 empregos com carteiras assinadas. O comércio foi o que mais demitiu trabalhadores, seguido pelo setor classificado pelo Caged como Indústria de Transformação. Respectivamente 278 e 189 trabalhadores foram demitidos somente nessas duas áreas. Nesse mesmo período do ano passado o município de Ipiaú perdeu 1.415 postos de emprego. No entanto, no primeiro semestre daquele ano foram admitidos 1.094 trabalhadores, ante 656 agora, em 2016. 

Itagibá
Os dados do Caged revelam ainda que o município de Itagibá registrou perdas nos postos de trabalho no primeiro semestre desse ano num total de 527 trabalhadores e admitiu apenas 69. Essa disparidade na diferença entre admissões e demissões se dar ao fato da paralisação das atividades da Mineradora Mirabela que demitiu nesse período mais de 400 funcionários. (Giro em Ipiaú)