Série Grandes Profissionais que optaram por Ipiaú


Ricardo Oliveira é médico cardiologista

Dr. Ricardo Vieira: uma competência internacional dedicada a Ipiaú

Ipiaú destaca-se, dentre outras cidades de porte médio, no interior baiano, por oferecer uma boa medicina em sua rede privada. Equipamentos de ponta, excelentes profissionais garantem a diferença. No elenco dos protagonistas desta realidade encontra-se o jovem médico cardiologista Ricardo D’Oliveira Vieira, 36 anos. No ano de 2010 ele foi premiado pela Sociedade Européia de Cardiologia ao apresentar um dos cinco melhores científicos de pesquisa clinica no Congresso Europeu de Cardiologia realizado na cidade de Estocolmo-Suécia. Dr. Ricardo Vieira é especialista em clínica médica, pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica; em cardiologia, pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, e em terapia intensiva, pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
A formação profissional deste jovem cardiologista teve inicio no ano de 1997 ao ingressar na primeira turma da Faculdade de Medicina da Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro. Paralela a essa graduação ele realizou inúmeras atividades extra-curriculares e teve a oportunidade de estagiar com o celebre professor Mario Giorgio Marrano, um exímio investigador de doenças e formador de muitos mestres da medicina. Dr. Marrano era conhecido como o “artesão do diagnóstico”. A convivência com o famoso mestre proporcionou ao atento estagiário um contato com uma medicina singular, muito diferenciada, que lhe estimulou a se envolver em um ambiente acadêmico assistencialista.
Doutor em Cardiologia
Após concluir a graduação, o médico Ricardo Vieira fez residência em clínica médica, no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro ( 2004-2005) e no Hospital das Clínicas – Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2006). Em seguida (2007-2008) cursou residência em cardiologia, no Instituto do Coração, InCor-HC/FMUSP. Ao término desta residência médica, foi convidado pelo Prof. Whady Armindo Hueb para cursar a pós-graduação médica em cardiologia. Nesta etapa da sua vida, teve a oportunidade de vivenciar um ambiente da mais alta qualidade científica, fato que lhe proporcionou o aprendizado em metodologia científica e um contato mais estreito com pesquisa clínica. Na condição de pesquisador, Dr. Ricardo participou de congressos internacionais de cardiologia, o que ampliou ainda mais o seu conhecimento.
Em 2013, defendeu tese e recebeu o título de doutor em cardiologia pela Faculdade de Medicina da USP. Um ano antes sua tese (Estudo comparativo entre os custos dos tratamentos clínico, cirúrgico ou percutâneo em portadores de doença multiarterial coronária estável – 5 anos de seguimento) foi publicada na revista “Circulation” considerada o periódico especializado em cardiologia de maior influência internacional. O conteúdo da tese apresentou forte impacto na comunidade médica internacional, pois forneceu informação científica inédita e de grande repercussão social. Deve-se ressaltar que esta publicação foi selecionada, pelos editores da Circulation, como um dos manuscritos mais importantes da temporada. 
Clínica São Roque
Pela sua excelente capacidade profissional Dr. Ricardo Vieira poderia atuar nos mais avançados centros da medicina nacional, mas preferiu voltar para Ipiaú e continuar um trabalho que foi iniciado pelos seus pais (Roberto Nascimento Vieira  e Carmen Lúcia D`Oliveira Vieira) no Hospital e Clínica São Roque. Esta unidade privada tem elevada capacidade de resolução dos problemas médico-hospitalares em uma cidade com população menor que 50.000 habitantes, o que representa uma situação bastante incomum, para não dizer inédita, visto que qualquer instituição hospitalar com a mesma complexidade está presente apenas em cidades de grande porte . Com esta matéria o Giro inicia uma série de reportagens sobre  grandes profissionais que optaram por Ipiaú. (Giro/José Américo Castro).