Itagibá: Homem é preso acusado de poluição sonora e desordem no distrito de Acaraci


Equipamentos de som do carro apreendidos pela Polícia Militar (Fotos: Divulgação).

A Guarnição Bravo do Pelotão da Polícia Militar de Itagibá
prendeu na tarde desse domingo (08) um homem sob a acusação de poluição sonora,
desordem e ameaça. Após denúncias de moradores informando sobre o barulho provocado
por um som automotivo, a polícia se dirigiu da cidade de Itagibá até o distrito
onde flagrou Maciel Gonçalves dos Santos em um carro modelo gol fazendo uso do
som em um volume acima do tolerável pela lei vigente no país. Após a Polícia pedir para que o som do carro fosse desligado e apresentasse a
documentação do veículo, o motorista teria dito, em foram de deboche; “O meu carro
ninguém leva e só saio daqui preso”. O homem foi detido pelos crimes de pertubação ao sossego e desordem. Já dentro do
xadrez da viatura, ele teria desferido chutes que danificaram a grade de proteção do
carro da polícia. Segundo os policiais da guarnição, na delegacia, o dono do
carro ainda teria ameaçado as autoridades policiais. Maciel e os equipamentos do
som automotivo foram apresentados no Complexo Policial de Itagibá. O caso é o segundo registrado no município nos últimos 10 dias. No dia 28 de dezembro, um
homem foi autuado no centro da cidade por usar o som do seu carro em um volume
além do permitido e incomodar populares (ver aqui). Os equipamentos de som foram apreendidos. Em outubro do ano passado, o Conselho Nacional de
Trânsito (Contran) determinou novas regras para o uso de som automotivo. A
norma nº 624 determina a autuação do condutor que for pego com som automotivo
audível pelo lado externo do veículo, com volume ou frequência que perturbe o
sossego público, em vias terrestres de circulação. *Giro Ipiaú