Nuvem de fumaça chama a atenção de moradores de Ipiaú


Incêndio em uma fazenda teria formado a nuvem de fumaça (Foto:Giro em Ipiaú)

As queimadas provocadas, geralmente, por incêndios criminosos, continuam levando perigo e prejuízos na região. Na tarde desta quinta-feira (10), uma “torre” de fumaça chamou a atenção de moradores de Ipiaú e cidades vizinhas que puderam observar a dimensão do estrago que estava sendo causado em uma propriedade na zona rural de Itagibá. A área, segundo informações repassadas à reportagem do GIRO, seria da Fazenda Baviera, de propriedade da família Odebrecht. Trabalhadores da empresa OEA trabalham para conter as chamas que se espalham pela localidade. Diariamente, em Ipiaú, são registrados ao menos três focos de incêndios, o que têm causado muito incômodo e riscos a população.

Fumaça cobriu o pôr do sol desta quinta-feira (Foto:Leitor/Paulo Almeida)
O tempo seco somado à fumaça provocada por essas queimadas urbanas torna essa época do ano um suplicio para a população. O Hospital Geral de Ipiaú, Clinicas e postos de saúde registram um aumento considerado de atendimento neste período. As crianças e os idosos são as principais vítimas. A situação é pior ainda para quem sofre algum tipo de doença respiratória, como, por exemplo, asma e bronquite. Para evitar os problemas e as complicações ocasionados pelo tempo seco, os médicos orientam a ingestão de líquidos e alimentos saudáveis, limpar o nariz com soro fisiológico e usar colírios, “os chamados lágrimas artificiais”. De acordo com os principais institutos de meteorologia, o tempo seco deve permanecer na maior parte do mês de dezembro. (Giro em Ipiaú)