Professores e estudantes protestam em Salvador contra bloqueio de recursos da educação anunciado pelo MEC


Foto: Maiana Belo/G1 Bahia

Professores e estudantes de Salvador iniciaram uma passeata, por volta das 9h50 desta quarta-feira (15), no Centro da cidade, em protesto contra o bloqueio de recursos da educação anunciado pelo MEC e contra a reforma da previdência. A manifestação faz parte de um ato nacional. Segundo a organização, 50 mil pessoas participam da manifestação, enquanto a Polícia Militar (PM) informou que não divulga estimativa de público. Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado. Segundo o governo federal, a queda na arrecadação obrigou a contenção de recursos. O bloqueio poderá ser reavaliado posteriormente caso a arrecadação volte a subir.

Policial civil morre após ser baleado durante assalto a ônibus na BR-324


Foto: Divulgação

Um investigador da Polícia Civil morreu, na tarde deste sábado (4), após ser baleado por criminosos durante um assalto na BR-324, trecho do bairro de Águas Claras, em Salvador. A vítima foi identificada como Pedro Rodrigues do Carmo Filho. Informações preliminares apontam que o policial presenciou dois homens praticando um assalto no interior de um coletivo. Segundo relatado por testemunhas, ele tentou impedir a ação criminosa, rendeu um dos bandidos, mas foi baleado pelo segundo assaltante. O investigador mandou um áudio através de Whatsapp relatando que tinha conseguido abordar os assaltantes. Pedro tinha mais de trinta de polícia. Ele trabalhava na 29ª delegacia, no bairro de Plataforma, na capital baiana. O filho da vítima, Anderson Carmo disse que faltava pouco tempo para o pai se aposentar. De acordo com a polícia, o investigador estava em um ônibus que seguia pela BR-324, sentido Salvador, quando dois homens anunciaram o assalto. A dupla recolheu os objetos dos passageiros e ao descer do ônibus, foi perseguida pelo policial que saltou do coletivo em um ponto da rodovia, na altura do bairro de Águas Claras. Dois suspeitos de envolvimento na morte já foram presos e estão sendo ouvido pelas autoridades policiais.

Menino de 3 anos morre vítima de influenza H1N1 em Salvador


Foi a segunda vítima fatal em Salvador.

Um menino de 3 anos, moradora da região de Itapagipe, foi a segunda vítima fatal da influenza H1N1 em Salvador neste ano. A vítima não havia sido vacinada na campanha de imunização deste ano, e morreu em 27 de abril, após ficar sete dias internado num hospital da rede privada da capital baiana. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a morte reitera a importância da proteção do grupo prioritário através da dose da vacina. De acordo com a pasta, até o momento, foram notificados 163 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), agravo que pode ser provocado por vírus ou bactérias e é caracterizado pela necessidade de internação de pacientes com febre, tosse ou dor de garganta associados a desconforto respiratório. Ainda conforme a SMS, dos casos registrados neste ano, dois tiveram resultado laboratorial positivo para a influenza B e outros dois para H1N1. Em março, outro jovem de 10 anos também veio a óbito após complicações causadas pelo H1N1. *Do CORREIO24horas

Mulher dá à luz em banheiro de maternidade em Salvador


Foto: Reprodução

Uma mulher ainda não identificada deu à luz uma menina na manhã desta quarta-feira, 1º, no banheiro da maternidade Albert Sabin, localizada no bairro de Cajazeiras, em Salvador. Informações preliminares apontam que a mulher teria ido ao banheiro enquanto aguardava atendimento na maternidade. Logo em seguida, ela entrou em trabalho de parto dentro do banheiro e foi amparada por profissionais. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da mulher e da criança.

Bahia: Mulher é presa por dopar turistas estrangeiros e roubar 2,6 mil euros


Uma mulher de 33 anos foi presa em Salvador, suspeita de aplicar golpes em turistas estrangeiros na capital baiana após dopar as vítimas com o golpe conhecido como “boa noite, Cinderela”. Naiara Barbosa dos Santos foi apresentada à imprensa nesta sexta-feira (16). De acordo com as investigações, após drogar as vítimas, Naiara roubava dinheiro e objetos de valor.
A titular da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur), Marita Souza relatou os golpes que a mulher aplicou em dois turistas, um francês e um italiano, que ela conheceu em Itapuã e no Pelourinho, dois dos bairros mais procurados na capital baiana pelos visitantes. Das duas vítimas, ela conseguiu roubar, além de celulares e notebook, 2.600 euros.
De acordo com a delegada, em 22 de outubro, a suspeita dopou o turista francês, que ela conheceu no bairro de Itapuã, e depois roubou um notebook, 2 mil euros e o celular da vítima. “Ela conheceu ele em Itapuã, e depois foram para o bairro de Ondina, para um apartamento que ele havia alugado. Depois de dopar ele, ela deixou o lugar com os pertences da vítima”, disse Marita. O delegado Demerval Amoedo, que também participa das investigações, detalhou que o turista francês ficou dois dias desacordado. “Ainda não sabemos o que ela usa para dopar, ela não fala. As vítimas passaram por exames, mas o resultado do laudo ainda não saiu”, disse.
*Com informações do G1

Investigação policial conclui que morte de capoeirista foi motivada por briga política


O inquérito policial que apurou o assassinato de Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Moa do Katendê, foi concluído pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e encaminhado ao Ministério Público do Estado (MP-BA), na segunda-feira (15). A informação foi divulgada nesta quarta-feira (17) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).
Conforme a SSP-BA, o inquérito concluiu que o crime, ocorrido na madrugada de 8 de outubro, foi motivado por uma discussão político-partidária entre Moa e Paulo Sérgio Ferreira de Santana, de 36 anos, que está preso. Moa, conforme apontam as investigações, disse a Paulo Sérgio que era contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL).
Além do depoimento de Paulo Sérgio, que continua preso, o dono do bar onde aconteceu o crime, entre outras testemunhas, confirmaram que posições políticas adversas iniciaram a discussão.
As investigações apontam ainda que, após Moa ter dito que votou em Fernando Haddad (PT), Paulo pagou a conta no bar, foi até a casa onde morava, voltou ao estabelecimento e atacou o mestre de capoeira com 12 facadas pelas costas. Um primo de Moa do Katendê também acabou ferido.
*Com informações do G1

Professor universitário é preso após atropelar pessoas vendendo camisas de Bolsonaro


Um professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi preso em Salvador nesta sexta-feira (5) após atropelar pessoas que vendiam camisas do candidato à Presidência o crime aconteceu na orla de Stella Maris. Uma guarnição da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi a responsável por realizar a prisão do professor, que em seguida foi encaminhado para uma delegacia. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das pessoas que foram atropeladas. Nelson Eugênio Pinheiro Montenegro Possui graduação em Ciência Política pela Universidade de Brasília (1998), mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002), e doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Atualmente é professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos Legislativos, Comportamento Eleitoral, e Políticas Públicas. (Bahia Notícias)