Internet está ruim no celular? Veja maneiras de melhorar a conexão


Quatro maneiras de melhorar o sinal de internet do seu celular

Ficar sem conexão em um local onde há todas as condições para que a internet de seu celular funcione pode ser angustiante. Às vezes, isso ocorre quando você ficou por algum tempo em um algum lugar sem rede – túneis, elevadores ou locais sob a terra ou próximos de bloqueadores de sinal de celular – ou quando está conectado ao WiFi de casa ou do escritório e alterna para seu plano de dados do celular. É normal se frustrar por não ter cobertura em lugares onde deveria ser possível se conectar sem problemas, especialmente depois de passar algum tempo sem acesso à rede. Mas há quatro truques simples e que podem ser muito úteis nestas horas.

1. Ative e desative o modo avião – É uma forma fácil e rápida de tentar fazer com que seu celular volte a se conectar à internet. Ativar e desativar o modo avião funciona como quando desligamos e ligamos o aparelho, mas, neste caso, a única coisa desativada é a capacidade do telefone de receber sinais de telefonia e internet – e não demora tanto quanto reiniciar.

2. Reinicie o aparelho – Se a opção anterior não funcionou, então, o passo seguinte é reiniciar o celular. Essa forma é mais demorada, porque o celular tem de recuperar toda a informação guardada em sua memória, mas, assim como com computadores, desligar e religar o telefone pode ser muito eficaz.

3. Retire o cartão SIM – Às vezes, os problemas de conexão ocorrem porque o cartão SIM, um chip de memória que contém informações sobre a identidade do usuário do celular, está fora de posição ou danificado. Para checar isso, retire o chip enquanto o telefone estiver ligado e verifique se ele está na posição correta e se a banda metálica não está arranhada. Se o cartão SIM estiver danificado, é provável que tenha de pedir um novo para sua operadora. Se estiver apenas mal posicionado, a conexão deve voltar quando você recolocá-lo corretamente.

4. Atualize o sistema operacional – Isso ocorre principalmente com os celulares da marca Apple. Se a empresa fez uma atualização do sistema operacional iOS, podem ocorrer problemas tanto com a rede do telefone quanto com outras redes sem fio às quais tente se conectar. Basta atualizar o sistema operacional e reconfigurar as conexões de rede para ter certeza que todos os canais de conexão estão abertos. Se tudo isso não funcionar e você ficar sem conexão com frequência, entre em contato com o fabricante, porque pode haver algum defeito no seu celular – ou ainda na rede de sua operadora.

WhatsApp começa a deletar conversas antigas de usuários Android


Atenção! Se você usa WhatsApp no Android, é bom se ligar e correr para salvar seu backup que está no Google Drive, a nuvem de armazenamento da gigante da tecnologia. A partir desta segunda (12) passa a valer o acordo da empresa de Mark Zuckerberg com o Google de que o backup do WhatsApp guardado o Google Drive não vai mais contar na cota de armazenamento (a versão gratuita dá direito a 15GB de espaço, compartilhado por todos os serviços do Google).
A partir desta segunda também o WhatsApp vai começar a deletar os backups antigos guardados no Drive que não foram atualizados ao longo de um ano. Então, se você usa zap no Android e guarda seus arquivos de conversas na nuvem do Google, é bom fazer um novo backup ou perderá tudo. Para os usuários de iPhone nada muda porque o sistema usa o iCloud como nuvem de armazenamento. 

Facebook começa a avisar brasileiros que tiveram dados roubados


O Facebook começou a enviar mensagens a usuários brasileiros informando sobre perfis da rede social que foram invadidos. Em setembro passado, hackers roubaram o acesso de cerca de 30 milhões de pessoas e tiveram acesso ao nome e detalhes de contato dos usuários. O período da invasão foi entre 14 e 27 de setembro.
De acordo com a empresa, os invasores usaram os tokens de acesso para obter certas informações de contas. Desde então, esses tokens de acesso foram invalidados, o que impediria qualquer acesso posterior às informações de contas. Para checar se sua conta foi afetada acesse a Central de Ajuda do Facebook.  

Tecnologia: Dicas de segurança virtual


Hoje falaremos sobre um tema muito importante, que é a segurança em ambientes virtuais. É muito comum, pagarmos contas, realizarmos transferências, fazer investimentos, entre outras tantas facilidades pela internet. Mas como podemos ter certeza de que o site ou o ambiente que estamos operando, é mesmo seguro? Esta resposta, pode ser um pouco complexa, devido a forma como os dados são tratados, porém, simples. Basta ter alguns cuidados básicos, que podem valer sua privacidade e segurança digital. Sites bancários ou operações comerciais/financeiras, utilizam o protocolo HTTPS. Como isso é ativado? Quando acessamos um site bancário por exemplo, digitamos na barra de endereços do navegador, o site desta instituição, exemplo: www.seubanco.com.br. Quando a página começa a ser aberta, pode observar que o endereço do site, agora terá a exibição https://www.seubanco.com.br, lembrando sempre que, ao acessarmos algum site, normalmente não colocamos o HTTP, muitas vezes, nem mesmo o WWW, e mesmo assim, nossos navegadores, reconhecem o que estamos fazendo, permitindo o acesso ao mesmo.

Os navegadores, de certa forma, são inteligentes digamos assim, permite estabelecer uma conexão segura entre o seu dispositivo (pc, notebook, smartphone ou tablet) e o servidor de dados do site que deseja acessar. Se for um ambiente seguro, a primeira coisa que ocorrerá, será a conversão do HTTP para HTTPS. Outro detalhe se suma importância, é ao lado do HTTPS ou na parte inferior da tela (barra de status), aparecerá a imagem de um CADEADO FECHADO, isto significa alta segurança na transmissão de informações. Significa que suas informações, não estão sendo visualizada ou compartilhada com terceiros. São dados protegidos (criptografados). Isto vale também para sites de compra e venda do tipo Mercado Livre ou OLX por exemplo.
Vale ressaltar também que, você pode acessar um site de loja virtual, e ao acessa-la, não ver este cadeado 
e nem o protocolo HTTPS. Isso não significa que não seja um site seguro. O que ocorre é que, para a navegação simples, o protocolo HTTPS, não é ativado, porém, ao entrar no ambiente de pagamento, o site deverá ter o protocolo de segurança e o cadeado. Caso neste ambiente, não possua estas indicações, é melhor não arriscar. Deve-se pesquisar sobre o site (Reclame Aqui, pode ser um começo) ou mesmo no Procon.
Outro detalhe que se deve ter muita atenção: Todos os bancos, exigem uma senha de acesso ao site e mais uma senha confirmatória (letras de acesso ou mesmo uma senha numérica). Esta senha confirmatória, SEMPRE será inserida através de um TECLADO VIRTUAL (para evitar a captura de códigos binários de cada caractere). NUNCA digite esta senha, pelo teclado convencional. Se isto for permitido, não conclua a operação e entre em contato com o seu banco.
Atenção também, ao acessar o site. Existem os chamados sites espelhos, onde em vez de acessar www.seubanco.com.br, você pode ser direcionado para www.seubanco2.net. Instituições financeiras, bancos e simulares, NUNCA UTILIZAM terminações diferentes de .COM.BR. Fique atento!

Estes cuidados básicos, podem te livrar de muitos problemas e dores de cabeça. Até a próxima semana!

Alessandro Marcus.
Formado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário da Cidade (Univer Cidade) – Rio de Janeiro.
Técnico de Instalações da Embratel, Oi, Hughes do Brasil, Primenet e Rural Web. 
Trabalhos já realizados nas Secretarias de Saúde e de Educação de Ipiaú, Itagibá e Barra do Rocha:
Gesac, Oi Escolas, PrimeSys (Bradesco e banco do Nordeste) – Internet Via satélite, além de Banda K.A (também via satélite) para a Oi e Hughes do Brasil.
Contato: 71 8399-3048 (Whatsapp)

Dicas de Tecnologia: Vírus ou Navegador?


Agora no GIRO você terá um espaço para as suas dúvidas sobre o mundo da tecnologia. Seja uma informação num notebook, microcomputador, celular ou tablet. Quem nunca pensou em fazer uma compra pela internet, mas não se sentia seguro para fazê-la? Quem nunca teve dúvidas se realizar alguma operação financeira através do site do banco, seria mesmo seguro? E aquelas fotos no celular, será que estão mesmo seguras no aparelho? Todas estas perguntas e mais outras que surgirão diariamente, serão respondidas aqui, neste espaço.
Para começar, é muito importante você ter certeza do navegador que está usando (Chrome, Mozilla, Internet Explorer, Safari, entre outros). Por exemplo, existem alguns navegadores de software livre, que podem vir com uma interface (aparência) amistosa ou conhecida, e por trás, enviando suas informações sobre preferências gerais, alguns, podem até enviar dados bancários, senhas, abrir portas para invasão, etc.

É muito importante, ter certeza sobre os downloads realizados. Isso vale também, para os mecanismos de buscas (Yahoo, Google, Bing, entre outros). Existem vírus, que modificam até aparência do seu navegador. Hoje, a tela inicial do seu navegador, se apresenta de uma forma, no dia seguinte, esta mesma tela (página inicial), aparece cheia de anúncios e páginas de lojas que você mesmo nunca acessou. Isto é um vírus. Ele irá se propagar por outros navegadores que possua. 
Ao baixar algo, cuidado ao instalar. Muitas vezes, ao concordar com os termos de aceitação, você concorda em mudar a sua página inicial do navegador, instalar também extensões de aplicativos e barras de ferramentas adicionais. Fique atento ao botão IGNORAR ou PULAR, para que não instale nada mais além do que deseja.
Abraço a todos e até a próxima!

Alessandro Marcus.
Formado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário da Cidade (Univer Cidade) – Rio de Janeiro.
Técnico de Instalações da Embratel, Oi, Hughes do Brasil, Primenet e Rural Web. 
Trabalhos já realizados nas Secretarias de Saúde e de Educação de Ipiaú, Itagibá e Barra do Rocha:
Gesac, Oi Escolas, PrimeSys (Bradesco e banco do Nordeste) – Internet Via satélite, além de Banda K.A (também via satélite) para a Oi e Hughes do Brasil.
Contato: 71 8399-3048 (Whatsapp)

Hospital Prado Valadares passa a dispor de tecnologia de ponta no Centro Cirúrgico


Profissionais que atuam na área receberam treinamento por técnicos do fabricante.
O Hospital Geral Prado Valadares, de Jequié  passou  a dispor de tecnologia de ponta no seu Centro Cirúrgico, a partir da implantação no último mês de dezembro, de um novo Arco Cirúrgico.  O Governo da Bahia através da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) dotou a unidade do equipamento da marca Philips BV, Pulseira com Intensificador de Imagem de 9”, Monitores de LCD Duplos de 19”, proporcionando maior área de visualização durante procedimentos cirúrgicos.
Equipamentos são de última geração (Fotos: Divulgação)
O equipamento também dispõe de Alta Tecnologia na Emissão de Radiação Ionizante de Baixa e Alta Dose com Controle Automático de Exposição (AEC), para aquisição de Imagens Digitais de RX e de Fluoroscopia (APF-Fluoroscopia Anatomicamente Programada), com parâmetros de definição específica para cada procedimento e estrutura anatômica que controla cada passo dos procedimentos, durante Cirurgias Ortopédicas e Neurológicas em pacientes que sofreram TRM (Trauma Raque-Medular), na Fixação de Implantes, Parafusos e Próteses Ortopédicas de Coluna, Membros Inferiores e Superiores, Cirurgias Vasculares (Angio) em Imagens de Alta Qualidade de Cabeça e Pescoço, Tórax, Abdome, Pelve, Membros Inferiores e Superiores, Cirurgias Urológicas, Cirurgias Gastroeterológicas como (CPRE-Colangiopancreatografia Retrógada Endoscópica), Passagens de Sonda e Cateteres Endovasculares, pronta para realizar e encaminhar Arquivos Armazenados em Sistemas de Rede DICOM, CD/DVD, USB.
Com a aquisição deste novo equipamento os profissionais terão à disposição uma tecnologia avançada.
Com a aquisição deste novo equipamento os profissionais terão à disposição uma tecnologia avançada que possibilitará procedimentos mais precisos em seus pacientes. A equipe profissional que trabalhará no manuseio do equipamento recebeu treinamento por parte de  técnicos da empresa fabricante.