Secretaria lançará programa nas escolas para reduzir violência contra mulher na Bahia


Foto: Reprodução

Para reduzir os índices de violência contra mulher na Bahia, a Secretaria de Políticas para as Mulheres lançará um programa nas escolas sobre a temática em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), segundo a titular da pasta, Julieta Palmeira. Ao Bahia Notícias, a secretária afirmou que o programa será anunciado no segundo semestre deste ano e será batizado de “Valente não violenta”. “Em todas as escolas de ensino médio da Bahia, em parceria com a Secretaria de Educação, nós vamos dar subsídio sobre como abordar a violência contra a mulher em sala de aula”, declarou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Só, nos primeiros três meses deste ano, 3.020 casos de violência contra a mulher foram registrados em Salvador, o que provocou a criação de uma campanha institucional voltada para reduzir os números (lembre aqui). Para Palmeira, é preciso tomar três medidas para combater os crimes: fortalecer a rede de segurança para as vítimas, combater a cultura machista com propagandas e garantir autonomia financeira para as mulheres. “Muitas vezes a mulher é violentada e volta para a casa porque não tem como sobreviver”, pontuou. Para fortalecer a rede de segurança, o governo vai ampliar o número de delegacias especializadas e também criar espaços para atender estes casos nas delegacias comuns, segundo a secretária. Também quer incentivar que a Justiça obrigue os autores do crime, em casos de reincidência, a usarem tornozeleiras. As mulheres teriam ainda um “botão do pânico” para também combater a violência.